sábado, 11 de fevereiro de 2012

Escoliose Idiopática


Como tratar?



  Escoliose é um desvio lateral da coluna com rotação do corpo vertebral, caracterizando curvas rígidas conhecidas como estruturadas.

Como surge? 

Existem causas bem definidas para a escoliose que são:
- Doenças Neuromusculares - Escolioses da Paralisia Cerebral, Mielomeningocele, Distrofias Musculares

-Malformação das vértebras - Escolioses Congênitas, seja por hemivértebra (onde só metade da vértebra cresce), ou barra óssea (onde uma vértebra nasce unida a outra impedindo o crescimento adequado da coluna)

- Síndromes genéticas, como a Síndrome de Down

- Escoliose distrófica da Neurofibromatose

- Escoliose secundária a outras patologias, são as ditas "escolioses não estruturadas" - Desigualdade no comprimento dos membros inferiores, ou patologias dolorosas da coluna como hérnias discais, infecção intervertebral-discite, tumores vertebrais

- Escolioses idiopáticas, em que a causa não é definida e que será discutida neste artigo


Como se manifesta?


  Principal queixa é deformidade onde um ombro é mais alto do que o outro, ou existe uma assimetria na cintura.
  Não há dor. Queixas dolorosas devem chamar atenção para outras patologias associadas na coluna.
  No exame físico observamos surgimento de gibosidade quando solicitamos ao paciente inclinar o tronco para frente - como na foto:



Quais as idades de surgimento?



Escolioses idiopáticas são classificadas levando em consideração a idade:

Infantil- quando surge entre 0 e 3 anos

Juvenil- quando surge entre 4 e 10 anos

Adolescente - surge acima de 11 anos

Existe predileção quanto ao sexo?


  Sim, escolioses idiopáticas são mais comuns em meninas e há um componente hereditário associado, sendo frequente encontrarmos história familiar positiva para a deformidade.

Qualquer desvio lateral da coluna é considerado escoliose?


  Não, esse conceito é muito importante! Do ponto de vista radiológico, com radiografia panorâmica da coluna vertebral com o paciente em posição de pé, só podemos definir como escoliose aquelas curvas que são maiores ou iguais a 10 graus. Existe um método de medição, feito pelo médico assistente, conhecido como método de Cobb. Portanto curvas de valor menor do que este, não são consideradas patológicas e não preocupam.

Quais os tipos de curva existentes?



 Na escoliose idiopática juvenil e do adolescente o mais comum é curva na coluna torácica a direta, ou seja, a convexidade da curva é para o lado direito. Porém, existem curvas secundárias compensatórias caracterizando assim dupla curva e até tripla curva. O exame de imagem adequado e com boa qualidade é fundamental para essa classificação, conhecida com Lenke, mais moderna e utilizada no mundo todo.

Após confirmação com exame físico e de imagem, como programar o tratamento?


Vários fatores são levados em consideração:

- Idade do diagnóstico
- Tamanho da curva inicial
- Grau de maturidade do esqueleto
- Em meninas,o surgimento da menstruação caracteriza a fase de crescimento rápido da coluna, estirão da adolescência, onde deformidades tendem a piora se não tratadas
- Biotipo do paciente
- Auto-estima do paciente com sua visão corporal

  Em linhas gerais, levando em consideração só o tamanho da curva, curvas menores de 25 graus devem ser tratadas com exercícios e atividade física, acompanhadas a cada 6 meses quanto a progressão ou não.
  Curvas entre 25 e 45 graus, dependendo da idade , maturação do esqueleto e, nas meninas, do surgimento ou não da menstruação, devem ser protegidas com colete.

Existem vários tipos de colete para escoliose:


- Milwaukee/ Charleston/ OTLS: São os coletes mais utilizados. Cada um tem uma indicação específica na dependência da localização da curva e do biotipo do paciente.
Com relação ao tempo de utilização do colete, muita controvérsia é vista na literatura mundial e varia desde 23 horas por dia, até o uso só durante 8 horas noturnas.

  Importante ressaltar que os coletes não tem por objetivo corrigir a curva, seu único objetivo é impedir a progressão da deformidade enquanto o paciente esta em crescimento.
  Frequentemente são associados medidas fisioterápicas de reeducação postural global associadas ao uso de colete.

Como é feito o seguimento?


  Geralmente a cada 6 meses com exame físico e de imagem. Ajustes no colete também são importantes, sempre orientado pelo médico em contato com o profissional que fez o colete (técnico em órteses).

Quando o tratamento é cirúrgico?


Em curvas progressivas,com falha do tratamento conservador e que atingem valores maiores ou iguais a 45 graus.



Por que? 


  Curvas com esse valor são graves e levam a descompensação do tronco, insatisfação com a visão corporal por parte do paciente e familiares, além de, a longo prazo, levarem a dor por mal alinhamento das articulações.

  São cirurgias de grande porte, porém com métodos modernos de fixação e correção da curva, trazem ao paciente satisfação com o resultado. Não é usado colete pós operatório.A técnica operatória utilizada é conhecida por artrodese vertebral com instrumentação.

  Existem métodos de monitorar a função neurológica durante a cirurgia (potencial evocado), garantindo proteção as medula espinhal e raízes nervosas durante a correção da deformidade.Protegendo o tecido nervoso de complicações decorrentes da correção aguda da deformidade.

  Deve ser levado em consideração na indicação não só o valor da curva mas também a vontade do paciente em corrigir a deformidade.

  Como vimos o tratamento da escoliose é complexo, longo e com muitas variáveis de cada caso. O tratamento deve ser sempre individualizado e o acompanhamento médico periódico, visando o melhor resultado final do ponto de vista estético e funcional.

Um abraço a todos,
Dr. Maurício Rangel

89 comentários:

  1. Olá adorei o blog estou seguindo vou espalahndo para o maior número de pessoas possíveis, numa linguagem simples e comprreensível para todos, se quiser dar uma espiadinha no meu blog é babaluespecial.blogspot.com.br dê uma olhadinha escrevo sobre educação especial!!!!!

    ResponderExcluir
  2. Boa noite!Obrigado por acompanhar e divulgar o blog!Este é meu objetivo,com linguagem de fácil acesso informo aos familiares os cuidados ortopédicos com seus filhos!Tento também faze-los refletir sobre os assuntos e apresentar o que há de mais moderno no tratamento das patologias em ortopedia pediátrica!Visitei seu blog e quero te parabenizar pelo seu trabalho e iniciativa.A alfabetização de crianças especias também é uma tarefa difícil mas muito gratificante para educadores e crianças.Parabéns pela divulgação dos métodos e pelo excelente blog!Um abraço.

    ResponderExcluir
  3. Boa tarde, achei interessante seu blog principalmente por estar passando pela necessidade de cirurgia de escoliose ideopática em minha filha que tem 15 anos. Sua escoliose está com 50gr, estou angustiada pois as dúvidas são muitas, o medo também mas a fé é maior ainda. Me esclareceu bastante vou procurar saber se existe o monitoramento cirúrgico no INTO-RJ.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Bom dia Vania,boa cirurgia para sua filha,sucesso.Obrigado por acompanhar o Blog.Bom final de semana.

      Excluir
  4. alessandra aguiar silva31 de julho de 2012 20:57

    Boa noite Dr mauricio,gostei muito do seu blog com uma linguagem de facil entendimento,estou em busca de informações, pois minha filha de 14 anos irá fazer essa cirurgia ele tem 65 graus de escoliose e algumas hernias de disco,o médico dela me passou bastante confiaça,mais o Dr sabe como é coração de mãe existe.Existe algum risco caso ela nãofaça essa cirurgia se sim quais são eles ? Muito obrigada e tenha uma boa noite

    ResponderExcluir
  5. Bom dia Alessandra, sua filha tem indicação absoluta de cirurgia. Curvas acima de 45 graus, descompensam o tronco e, além disso, tem história natural para progressão, mesmo após o término do crescimento. Por isso, a indicação é absoluta para correção cirúrgica. Trata-se de cirurgia de grande porte, feita, geralmente, por via de acesso posterior e tem por objetivo corrigir a deformidade e realizar a união das vertebras envolvidas o que chamamos de artrodese vertebral. A fixação é feita com parafusos e hastes e, é utilizado também enxertia óssea para estimular a consolidação da artrodese. No pós operatório não é usado colete, pode sentar no leito de imediato e caminhar de acordo com o conforto, com auxílio de fisioterapeuta, ainda durante a internação hospitalar. A cirurgia sempre tem riscos que, devem ser comentados pelo cirurgião da sua filha. Um abraço. Continue acompanhando o blog.

    ResponderExcluir
  6. Dr. tenho uma irmã que vai fazer essa cirurgia a Escoliose dela é Idiopática, o grau está em 46º. Gostaria de saber quais são os riscos e se são graves.
    Desde já agradeço.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Bom dia, os riscos são de infecção, hipocorreção, não consolidação da artrodese vertebral (pseudoartrose),lesão neurológica. Sugiro que você converse com o cirurgião da sua irmã, sobre esse assunto. Um abraço e boa semana.

      Excluir
    2. Mas a cirurgia corrige 100%?
      Com esse Grau de Escoliose que está 46º, e pela idade ela tem 13 anos ainda, há possíbilidade de se corrigir essa escoliose sem precisar fazer a cirurgia? apenas com a Fisioterapia? Estou tirando essas dúvidas Porque quero saber a opinião de outro Profissional. O sr. mais do que ninguem sabe que não é uma cirurgia fácil.

      Excluir
    3. Boa noite, esse grau de curva escoliotica tem indicação absoluta de correção cirúrgica. Fisioterapia não tem indicação para essas curvas graves. As correções cirúrgicas costumam ser completas e a satisfação com o resultado muito grande. Sugiro mais uma vez, que vc tenha uma conversa e esclareça suas duvidas com o cirurgião que vai fazer o procedimento. Um abraço.

      Excluir
  7. boa noite mauricio minha filha tem escoliose gastaria de tira algumas duvidas ela tem 26 de curvatura sera que so com fisioterapia ela tem chance de fica boa

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Bom dia, depende da idade pois, se ainda estiver em crescimento esquelético, esse grau de curva precisa ser protegido com colete associado a RPG. O tratamento conservador não tem por objetivo corrigir a curva e sim, impedir a progressão da curva. Sugiro que marque consulta para exame físico, classificação quanto ao tipo de curva e sua localização (torácica ou lombar) e medição adequada. Tel. (21) 3264-2232/ (21) 3264-2239. Um Abraço e feliz 2013.

      Excluir
  8. ela tem 12 anos levei ao ortopedista e ele falou q ela vai ter q usa o colete por 4 anos, ja levei tbm no into no rio e o medico falou q ele iria usa esse colete só por 1 anos ,mais ja marquei outra consuta no into para o dia 26 de junho ai vamos sabe por quanto tempo ela vai usa, acoluna dela e como um (s ) qual o tipo de colete ela vai usa?
    ela ja RPG e natação só falta esse colete,muito obrigado por respoder minhas pergunta e um feliz 2013 pra vc tbm um abranço

    ResponderExcluir
  9. Estou muito ansiosa e nervosa ,minha filha tem 11 anos completará 12 agora em fevereiro ,tem 5 meses usando o colete .Quando descobriu a escoliose tava com 44° e 36° ,depois de dois meses usando o colete milwkee a escolise progrediu p/ 48° e 38° ,chorei muito,fiquei muito nervosa ,mais Deus está no comando de tudo e sei q ele cuidará de tudo.A minha filha tem indicação cirurgica ,estou com uma consulta marcada p/ dia 31 de janeiro. Emfim ,estou aliviada pq sei q ha tratamento e cura .É dificil mais ela vai superá tudo
    Amei o seu blog
    bjs

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Gostaria de saber se minha filha pode continuar a ter o crescimento dela normal pós cirurgia.Ela ainda ñ mestrua.

      Excluir
    2. Bom dia, os níveis vertebrais envolvidos na artrodese vertebral, tem seu crescimento interrompido, os níveis não operados, continuam o seu crescimento.Um abraço.

      Excluir
  10. boa noite eu faço o uso do colete e queria saber se tem outro meio de soluçao para a melhora da minha coluna

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Boa noite, sua pergunta só pode ser respondida em consulta ortopédica pois precisamos saber o tipo de curva, o grau da curva, a maturidade do esqueleto. Sugiro que marque consulta, tel. (21) 3264-2232/ (21) 3264-2239. Um abraço.

      Excluir
  11. minha mestruaçao atraso queria saber se tem alguma coisa a ver com a minha coluna

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Boa noite, não há relação entre atraso de menstruação e coluna vertebral. Um abraço.

      Excluir
  12. BOA TARDE DOUTOR , GOSTARIA DE TIRAR UMA DUIDA..
    SINTO DORES NO OMBRO DIREITO QUANDO CORRO.. PODE TER ALGUMA RELACAO COM ALGUM PROBLEMA NA COLUNA

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Boa noite, acredito que não mas, você precisa ser avaliado em consulta ortopédica para identificar a causa da sua dor. Tel do consultório para marcação de consulta (21) 3264-2232/ (21) 3264-2239. Um abraço.

      Excluir
  13. Boa noite dr. Mauricio, sou fisioterapeuta e trabalho com RPG, tem uns 2 anos que estou sem exercer a atividade mas estou retornando e me deparei com um caso de uma escoliose idiopatica, eh uma menina de 12 anos de idade esta em uso do colete ja a 2 anos e sua escoliose esta com 44°. Os ortopedistas que passaram disseram que o caso eh cirurgico mas a familia ainda quer tentar um tratamento alternativo antes de seguirem para uma cirurgia e foram me procurar para iniciar RPG, gostaria mto de saber uma opiniao sua sobre o caso, sera que com 3 meses de tto tem algum retorno que seja minimo do grau desse tipo ou devo indica-la direto para uma cirurgia? Agradeço antecipadamente, e gostei mto do seu blog, esta de parabens.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Boa tarde Tatiana, este caso tem indicação cirúrgica.
      Caso precise encaminhar pacientes para o consultório, o tel para agendamento de consuta (21) 3264-2232/ (21) 3264-2239. Um abraço.

      Excluir
  14. eu já operei a mais de 7 meses na aacd :D
    Marina Cerqueira

    ResponderExcluir
  15. Dr. Maurício,
    Minha filha tem 13 anos e já tirou o colete de milwakee, porém ainda acho ela muito torta. O último diagnóstico dela data do dia 29/01/2013 e diz o seguinte: Escoliose dorsal de convexidade direita com angulação de 30° e dorso lombar de convexidade esquerda com angulação de 35°. Deformidades congênitas com presença de hemivertebras no segmento dorsal superior. Demais aspectos sem alterações.
    Pelos exames passados, as angulações não progrediram. Mas eu olho as costas dela e dá muita pena, e ela sente muita dor no pescoço e parece às vezes que o corpo sente falta do colete. Será que seria o caso de ela usar outro colete? Agradeço desde já a sua atenção e parabenizo pelo blog, pois é muito esclarecedor... Nesse material do blog, fala exatamente o que eu ouvi do médico dela.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Boa tarde, para dar minha opinião, preciso examinar a paciente. Sugiro que marque consulta ortopédica, tel. (21) 3264-2232/ (21) 3264-2239. Um abraço.

      Excluir
  16. Boa tarde Dr mauricio bem eu tenho escoliose idiopatica minha mae so percebeu quando eu fiz 5 anos dai ela me levou ao medico so aos 9 anos o medico falou que eu teria que fazer uma cirurgia por problemas familiares ela nao me levou depois de 5 anos ela voltou a me levar ao medico ele falou que nao poderia fazer mais nada isso foi a resposta dele. fazer uma cirurgia de correçao na minha coluna e que mais desejo na vida sou de fortaleza o sistema de saude daqui e horrivel principalmente para esse tipo de problema hoje estou com 29 anos sinto dores na minha lombar Dr gostaria de saber se pode fazer esse tipo de cirurgia na face adulta e se a melhora e consideravel espero ansiosa por sua resposta fica com Deus.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Boa noite, a correção pode ser feita também na idade adulta. Um abraço.

      Excluir
    2. Nossa Dr nao faz ideia do tamanho da felicidade que voce me deu com essa resposta pois todos dizem que pela minha idade nao a mais o que fazer como vou esquecer se eu sinto dor e tudo que eu mais desejo e quero na vida e poder fazer uma cirurgia para começar a viver de verdade Dr eu encontrei um exame onde diz escoliose idiopatica infantil e mais a baixo diz escoliose grave a escl nao consigo entender. esse exame recebi do medico q falou que nao podia fazer nada por mim Dr que Deus abençoe a ti e a todos que em sua volta estao.

      Excluir
  17. Bom dia Doutor, meu filho foi diagnosticado aos 15 anos com escoliose, na época com 26 graus. Após 6 meses, repetiu os exames e o desvio aumentou para 32 graus. O médico orientou continuar RPG e natação (que ele já estava fazendo) e retornar em alguns meses para nova avaliação. Posso ficar tranquila com essas orientações?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Bom dia, a princípio sim. Para maiores esclarecimentos agende consulta, tel. (21) 3264-2232/ (21) 3264-2239. Um abraço.

      Excluir
  18. Olá Dr. Mauricio ... Bom dia
    bom! minha pergunta é, minha filha tem as pernas bem nos joelhos e depois vai abrindo, a famosa perna de formato de X ... ela tem 23 anos e isso a incomoda muito, existe algum tratamento para o caso ou cirurgia????

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Boa tarde, marque uma consulta para examina-la e responder sua pergunta. Tel. (21) 3264-2232/ (21) 3264-2239. Um abraço.

      Excluir
  19. Bom dia Dr. Mauricio meu nome e Geraldo e moro no Japao e tenho um filho de 2 anos, ele e super ativo. Sabado passado depois do soninho da tarde ele acordou com dores na perna direita, como ele ainda nao fala tudo ficou dificio de saber local exato mas deu para perceber q fica na coxa perto do quadril, a principio pensei que fosse so uma dormencia, mas nao passava ai ficamos brincando e tentando fazer ele voltar a andar depois de uns 20 min. ele voltou a andar mas mancando muito. levamos ao hospital tiraram um raio x e nos disseram que estava tudo normal, mas nao nos deram nenhum um tipo de remedio e nenhuma explicaçao, pois os medicos daqui nao sao iguais ai do Brasil, mal conversa com a gente e a consuta e no maxino 5 min. durante o dia meu filho fica na creche, e a professora dele na creche fala q ele fica normal sem mancar durante o dia todo, mas assim q minha mulher pega ele na creche e vem embora a noite ele ja comeca a mancar, e ja chegou a acorada de madrugada com dores. tem dia q acorada normal e outros mancando mas com o passar das horas vai passando e fica tudo normal.... gostaria de saber se ele deve ficar de repouso ou continuar com suas atividades, brincando muito.....

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Boa tarde, a causa para ele mancar nao esta esclarecida. O ideal seria continuar a investigação pois existem diversas causas para a criança mancar. Um abraço.

      Excluir
  20. Olá Dr. Tenho 15 anos, fui ao ortopedista com suspeita de escoliose e também porque meu ombro é mais pra fora q o outro, e estava inchado; porém ele me disse q n tinha nenhum desvio, mas tinha o lado direito mais alto q o esquerdo, e q o ombro oi o músculo q inchou!só q continua maior q o outro e de vez em quando não consigo estica-lo as vezes sinto até no outro as mesmas coisas! Me encaminhou para a fisioterapeuta para q ela me ensinasse um exercícios de posição, para q a os lados ficassem no nível exato! Chegando la, a fisioterapeuta me diagnosticou com escoliose de 1 grau! Me ensinou uns exercícios no qual estou fazendo.
    Queria saber quais são as probabilidades de passar por uma cirurgia? Como vou fazer 16 anos, há um limite de idade para a correção cirúrgica? ou qualquer outra? Esse grau pode ser melhorada ou corrigida com a ajuda de um colete?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Bom dia, a avaliação da escoliose depende do tipo de curva, ou seja, curva torácica, toracolombar, lombar, dupla curva, depende também da maturidades do esqueleto avaliado através dos exames de imagem e da medição da curva. Cirurgia só deve ser recomendada em curvas acima de 45 graus, coletes nao são utilizados apos a fase de crescimento rápido da coluna. Maiores esclarecimentos, marque consulta, tel. (21) 3264-2232/ (21) 3263-2239. Um abraço.

      Excluir
    2. Obrigada Dr. Mas infelizmente não será possível realizar uma consulta; moro muito longe!
      Mesmo assim, muitíssimo obrigada!

      Excluir
  21. olá Dr Maurício Rangel,tenho uma filha com indicação cirurgica de escoliose idiopática adolescente ,ela tem 14 anos menstruou aos 11 a um ano descobri essa deformidade na época com 46º,hj com 50º toraxica e 36 lombar ela esta em fila de espera para operar no hospital sâo paulo..conheço todos os riscos,mas ainda tenho dúvidas se estamos tomando a decisão certa...vi muitos videos no you tobe,mas nada depois da cirurgia...digo ,ela terá uma vida normal depois dessa cirurgia caso ocorra tudo bem,ou ela terá limitações motoras,dor ,há casos de rejeição das hastes e parafusos,se puder me esclarecer ficarei muito grata,obrigada desde já e parabéns pelo blog...fica com Deus..mãe angustiada...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Boa tarde, trata-se de cirurgia de grande porte com possibilidade de complicações que devem ser bem esclarecidas pelo cirurgião de coluna. Entre as principais temos: Infecção da ferida operatória, correção parcial da deformidade, pseudoartrose, ou seja, não consolidação da artrodese vertebral, falha no material de síntese, déficit neurológico nos membros inferiores. Sugiro que tenha uma conversa, em consulta médica, com o cirurgião da sua filha e peça para ele esclarecer todas as suas dúvidas, antes da realização do procedimento. Um abraço.

      Excluir
  22. boa tarde, Dr Mauricio, tenho 23 anos e escoliose de grau 23, tenho que diminuir para 11 Grau sera que eu consigo.
    SDS.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Boa tarde, não, porque você já esta com o esqueleto maduro e essa curva é residual e definitiva. Não precisa ser tratada. Maiores esclarecimentos, marque consulta, tel. (21) 3264-2232/ (21) 3264-2239. Um abraço.

      Excluir
  23. Olá doutor,minha filha tem 12anos e está com suspeita de escolioze,apenas atividades fisicas,podem fazer a escoliose desaparecer de vez?Ela pode ter problemas quando adulta?
    Muito obrigada,Dr.Maurício um abraço.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Boa noite, o tratamento depende da medição da curva, da maturidade do esqueleto e da deformidade clinica apresentada pela adolescente. Ela precisa ser avaliada na consulta ortopédica e fazer exame de imagem da coluna em posição ortostatica. Maiores esclarecimentos, marque consulta, tel. (21) 3264-2232/ (21) 3264-2239. Um abraço.

      Excluir
  24. Boa tarde dr. Maurício.descobrimos recentemente que as nossa filhas (de 12 anos, fazem 13 em dezembro) têm escoliose. A Íris tem escoliose de configuração "S" de expressão dextro-convexa dorsal e dextro-concava lombar. Os ângulos pelo método Cobb é de 47º - na escoliose dorsal (D8 e D9) e de 37º em L2 (curvatura escoliótica da coluna lombar). A Cátia tem escoliose dextro-convexa centrada em D7/D8 com o angulo de 33º. Elas estão a fazer fisioterapia 2 x por semana (exercícios vários e de reeducação postural) e fazem natação também. Ainda não estão menstruadas pelo que nos foi dito que as curvaturas iriam aumentar mesmo que fizessem fisioterapia e que o uso do colete já nada adiantaria. Já li por diversas vezes que as curvaturas acima dos 40º é para cirurgia... mas... custa tanto. ajude-nos com a sua opinião. muito obrigada. Sandra

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Boa tarde, se estivermos falando de escoliose idiopatica, e essas medições estiverem corretas, a criança com a curva de 47 graus precisa ser operada. A criança com curva de 33 graus precisa ser tratada com colete + fisioterapia especifica e acompanhamento. Maiores esclarecimentos, marque consulta ortopédica, tel. (21) 3264-2232/ (21) 3264-2239. Um abraço.

      Excluir
  25. Boa tarde, dr. Mauricio..
    Tenho 42 anos e aos 37 fiz uma cirurgia na medula na qual foi retirado um tumor (ependimoma), só que com o passar dos anos desenvolvi cifose, lordose e escoliose (leve) á esquerda, faço RPG e gostaria de saber se com esse tipo de escoliose ela costuma somente estabilizar ou com o tempo ela progirde?? Sinto dores embaixo do osso da costela esquerda, teria relaçao com essa escoliose?? E há aguma possibilidade de "colocar" a coluna no lugar????
    Desde já muito obrigada dr.. Seu blog é muito esclarecedor e objetivo.. Aguardo sua resposta, um abraço..

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Boa noite, em alguns casos de remoção de tumor da medula, o neurocirurgiao deixa um segmento da coluna vertebral instável e portanto evoluindo para um colapso em cifoescoliose que tende a ser progressivo, se nao tratado com cirurgia para corrigir e estabilizar a coluna vertebral. Maiores esclarecimentos, marque consulta ortopédica, tel. (21) 3264-2232/ (21) 3264-2239. Um abraço.

      Excluir
  26. Boa tarde, Dr. Maurício:
    Recentemente foi diagnosticado à milha filha de sete anos uma escoliose lombar, Após este diagnóstico, efectuou-se uma avaliação da coluna vertebral em modo extra-longo em incidência de face em alta resolução e baixa dose de radiação, verificando-se escoliose lombar de convexidade esquerda, com um ângulo de Cobb de 10º.
    Desequilíbrio da bacia, constatando-se infra-desnivelamento da cabeça femoral direita de 4 mm em relação à contra-lateral.
    Após algumas pesquisas encontrei o seu blog e depois de algumas leituras, o colete que menciona é de hastes metálicas ou apenas um colete de tecido?
    Obrigada desde de já pela atenção prestada.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Boa tarde, sua filha não tem indicação para colete. Deverá apenas fazer esportes livremente e ser acompanhada em consulta ortopédica. Maiores esclarecimentos, marque consulta. Tel. para agendamento é (21) 3264-2232/ (21) 3264-2239. Um abraço.

      Excluir
  27. olá! descobri minha escoliose com 14 anos, fiz tratamento com colete, rpg, natação. porém há alguns anos não estava fazendo nenhum acompanhamento, resolvi procurar ajuda médica muito mais por estética e acabei descobrindo que meu grau aumentou, está com 45. E ele disse que é caso cirúrgico, porém me aconselha a fazer com + ou menos 35 anos, após ter sido mãe, qual a sua opinião?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Boa tarde, sua indicação é para cirurgia imediata. Maiores esclarecimentos marque consulta ,tel. (21) 3264-2232/ (21) 3264-2239. Um abraço.

      Excluir
  28. Porém já se passou muito tempo, hoje estou com 27 anos, a cirurgia ainda é indicada?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Boa noite, sim, sendo a única forma para obter a correção da deformidade. Um abraço.

      Excluir
  29. Caro doutor
    tenho uma filha, 33 anos. Desde pequena percebo qie às vezes ela fica com a boca aberta. E aos 15 anos percebi uma ondulação no pescoço. Levei ao ortopedista e ele fez um raio x e disse que se tratava de uma escoliose com desvio de 8º e não indicou nenhum tratamento e nem acompanhamento. Mas, O que me preocupa é o fato dela ficar com a boca aberta e ao mesmo tempo contrai o pescoço acentuando mais a pequena deformação, numa postura estranha; Apresenta alguns problemas neurologicos, porém é muito inteligente e uma boa profissional. Devo incentivá-la a fazer algum tratamento. A boca aberta tem a ver com este prblema?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Boa noite, sua filha precisa de acompanhamento neurológico. Um abraço.

      Excluir
  30. ola,boa noite dr.mauricio rangel.
    tenho 29 anos e a cerca de 20 anos minha mae descobriu q eu tinha escoliose ediopatica,ela conseguiu uma vaga para mim no hospital sarha quando eu tinha 13 anos na epoca atraves de um raio x foi descoberto q eu tinha 33 graus,na mesma época, o medico disse a minha mae que nao havia nescecidade de aparelho,hoje o meu grau esta em 43 e recentemente atraves de pesquisas na internet descobri que provavelmente na epoca em que eu fui diagnosticada com 33 graus,o medico deveria ter me passado o aparelho,fazendo com q o meu grau fosse diminuindo atraves do aparelho.
    dr.mauricio gostaria de saber se nesse caso o medico errou no meu diagnostico?
    por favor me responda

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Boa tarde, colete não diminue o valor da escoliose. Sua indicação depende do tipo de curva, local da vértebra apical, grau de maturidade do esqueleto, idade da menarca nas meninas e da avaliação do índice de Risser. Seu objetivo é impedir a progressão da curva, ou seja, impedir que piore porém, algumas curvas tem capacidade de progressão mesmo com o uso do colete.Maiores esclarecimentos somente em consulta médica ortopédica, tel. para agendar horário é (21) 3264-2232/ (21) 3264-2239. Atenciosamente.

      Excluir
  31. Boa noite doutor, qual sua opinião sobre cirurgia para correção de escoliose idiopática toracolombar por técnicas minimamente invasivas? Grata.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Boa noite, a cirurgia para correção de escoliose nao pode ser feito por técnica minimamente invasiva. Atenciosamente.

      Excluir
  32. Obrigada, sei que o senhor é um excelente especialista na área, mas poderia indicar os melhores especialistas em São Paulo ou Curitiba?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Dr. Maurício Rangel11 de outubro de 2013 18:23

      Boa noite, não tenho referências para indicar nesses locais. Um abraço.

      Excluir
    2. Adorei seu blog, sou mãe de um adolescente de 14 anos e você abriu-me para prestar atenção na postura do meu filho. Estou desenvolvendo um projeto com intuito de auxiliar as crianças no processo educacional. Mas obrigada pela sua iniciativa de nos esclarecer pelo seu blog. Abraços Cristiane Rocha

      Excluir
    3. Boa tarde, obrigado pelo carinho! Sucesso no seu projeto. Um abraço.

      Excluir
  33. Doutor, tenho 22 anos e aos 13 descobri q tinha escoliose. Fiz uma consulta e o médico me indicou o uso do colete de 3 a 6 meses, porém, não usei por esse tempo todo. Também fazia o uso de colchão ortopédico e hoje uso um comum. Percebo que, conforme o tempo vai passando, vai ficando mais visível a diferença no meu corpo e, como mulher, isso mexe no meu autoestima. Queria saber se existe um tratamento, seções de fisioterapia ou exercícios físicos, que possa melhorar isso? E se eu voltasse a usar o meu antigo colete causaria algum problema?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Boa tarde, seu caso precisa ser avaliado em consulta ortopédica. Tel. para agendamento de horário é (21) 3264-2232/ (21) 3264-2239. Atenciosamente.

      Excluir
  34. Boa noite, minha filha tem 4 anos(fará 5 anos em janeiro),recentemente descobrimos nela a escoliose, logo após exames constataram 56 graus de curvatura,o médico disse que será necessário fazer uma cirurgia,mas estou receosa,gostaria de ouvir uma segunda opinião,tenho medo de afetar o crescimento ou algo mais complexo,li sobre o método de VEPTR.Gostaria de saber sua opinão,se,no caso da minha filha o que seria mais aconselhável.Agradeço.

    ResponderExcluir
  35. Boa noite, depende do tipo de escoliose. O VEPTR tem sua principal indicação para os casos de escoliose congenita por barra óssea nao segmentada, com fusão de costelas e síndrome de compressão torácica. Permite expansão do tórax através de osteotomias das costelas ao mesmo tempo que controla a progressao da curva. Nao pode ser considerado como tratamento definitivo da deformidade vertebral, apenas temporário e paliativo. Exige reinternacoes a intervalos semestrais para ajustes cirúrgicos no instrumental melhorando o controle da curva escoliotica. Se o caso for de escoliose idiopatica de inicio precoce, progressiva e refratária ao tratamento conservador com gessos de Risser ou com coletes, precisam obrigatoriamente ter uma avaliação do canal medular devido a possibilidade de seringomielia. Essa avaliação só pode ser feita com ressonância magnética. Caso exista a seringomielia, então neurocirurgia seria a indicação inicial para o tratamento da seringomielia e posteriormente o tratamento da deformidade vertebral. Para esses casos nao usamos o VEPTR e sim a instrumentação sem artrodese com growing rods, ou seja, segue os mesmos princípios, são duas hastes que também precisam de ajustes cirúrgicos para alongamento das hastes, a intervalos semestrais para melhorar o controle da deformidade. Ambos os métodos exigem acompanhamento regular e estão associados a algumas complicações. Maiores esclarecimentos, marque consulta, tel. (21) 3264-2232/ (21) 3264-2239. Atenciosamente.

    ResponderExcluir
  36. Dr. boa tarde, após surgir um hematoma na coluna da minha filha e ser diagnosticada como hematoma ou cisto sinovial percebi a curvatura da sua coluna pela diferença na cintura dela, um lado mais curvado que o outro. Levei ao ortopedista que pediu raio x e diagnosticou escoliose lombar 11 graus e diferença no quadril de 1.2 e 0,8 de uma perna para a outra. Somente palmilha e rpg serão necessários? Ela vai fazer 12 anos em janeiro e cresceu muito esse ano está com 1m63cm. Esse grau de escoliose seria pela diferença dos membros. Qual a chance dela melhorar ou progredir e até que idade. Obrigada.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Boa noite, para responder preciso fazer o exame físico detalhado da paciente em consulta ortopedica e avaliar o grau de maturidade do esqueleto. Portanto, sugiro que agende horário no consultório, tel. (21) 3264-2232/ (21) 3264-2239. Atenciosamente.

      Excluir
  37. bom dia doutor, meu nome é Gean, eu tenho minha perna direita 1.5 cm maior que a outra e isso me gerou uma escoliose, mas eu não sinto nenhuma dor, quero saber se posso trabalhar em qualquer profissão de risco físico e ergonômico ?, e se esse problema tende a piorar ?

    ResponderExcluir
  38. Boa tarde, depende do seu exame físico atual e do grau da sua escoliose, avaliado através de exame de imagem. Maiores esclarecimentos, marque consulta, tel. (21) 3264-2232/ (21) 3264-2239. Atenciosamente.MR

    ResponderExcluir
  39. ola tenho uma filha de 15 anos e com mais de 50 graus de escoliose, minha filha tem má cicatrização, e difícil fazer uma cirurgia, a alguma forma de não realizar cirurgia.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Boa tarde, a indicação absoluta é cirúrgica. Atenciosamente.

      Excluir
  40. Bom dia Dr. A minha esposa teve escoliose idiopática na adolescência e fez o tratamento com uma cirurgia na época. Hoje com 30 anos está pensando na possibilidade de engravidar. Estamos na dúvida quanto ao risco do bebe (menino ou menina) vir a nascer com problema na coluna ou apresentar posteriormente na infância ou adolescência visto que segundo informações a escoliose idiopática é considerada hereditária. Gostaria de saber quais as chances de um filho ter esta doença e se realmente existe este risco ou não?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Boa noite, a escoliose idiopatica tem causa desconhecida, por isso chama-se idiopatica. O que existe chama-se historia familiar positiva. Qualquer pessoa tem o risco de desenvolver a deformidade, sendo mais comum em meninas. De acordo com a idade de surgimento da deformidade, podemos classifica-lá em infantil, juvenil ou do adolescente, vide texto acima. Maiores esclarecimentos somente em consulta ortopédica, tel. para agendar horário, (21) 3264-2232/ (21) 3264-2239. Atenciosamente.

      Excluir
  41. Olá meu nome é Peter Douglas
    fiz 19 anos em Out de 2013
    e tenho um escoliose de 23°
    gostaria de saber se tem cura?

    COMO EU POSSO ME TRATAR?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Boa noite, seu caso precisa ser avaliado na consulta ortopédica. Tel. para agendar horário (21) 3264-2232/ (21) 3264-2239. Atenciosamente.

      Excluir
  42. OLA MEU BEBE TEM 5 MESES E ESTA USANDO COLETE BOSTON ESTA COM ESCOLIOSE DE INCIO PRECOCE E 24º,GOSTERIA DE SABER SE EXISTE ALGUM TRATAMENTO ALTERNATIVO POIS, O COLETE É BEM COMPLICADO NA IDADE DE 5 MESES E ELE NASCEU COM PE TORTO CONGENITO E USA A ÓRTESE DENNIS BROWN.OBRIGADA POR SUA ATENÇAO

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Boa tarde, para responder sua pergunta precisaria examinar a criança em consulta ortopédica e avaliar os exames de imagem. Sugiro que agende horário, tel. (21) 3264-2232/ (21) 3264-2239. Atenciosamente.

      Excluir
  43. doto boa noite minha filha vai fazer cirurgia no dia 14 do 3 de 2014 e ela esta mestruada tei poblema dela fezer cirurgia

    ResponderExcluir
  44. Olá Dr. Mauricio. Gostei muito de seu blog e vou acompanhar sempre que puder. Meu marido sofre de "espondilite anquilosante", ja faz tempo. E, hj descobri que minha filha de 4 anos esta com escoliose toraco lombar convexa a esquerda com angulo de 10°, fiquei muito preocupada. Será que o senhor pode me dar uma orientação sobre esses dois casos.
    Agradeço muitíssimo!!! Meu email pessoal é drikaandina@bol.com.br.
    Adriane.

    ResponderExcluir
  45. Adriane Garcia Andina14 de março de 2014 18:28

    Olá Dr. Mauricio. Gostei muito de seu blog e vou acompanhar sempre que puder. Meu marido sofre de "espondilite anquilosante", ja faz tempo. E, hj descobri que minha filha de 4 anos esta com escoliose toraco lombar convexa a esquerda com angulo de 10°, fiquei muito preocupada. Será que o senhor pode me dar uma orientação sobre esses dois casos.
    Agradeço muitíssimo!!! Meu email pessoal é drikaandina@bol.com.br.
    Adriane.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Boa noite, fica difícil dar orientações sobre casos nao examinados por mim. Com relação a escoliose, as orientações dependem muito de como esta o exame físico da coluna da criança no que diz respeito a altura dos ombros, nível da pelve, teste de inclinação anterior do tronco, simetria da cintura e da medida do comprimento dos membros inferiores. Portanto, para responder sua pergunta preciso examinar a criança em consulta. Tel. para agendar horário, (21) 3264-2232/ (21) 3264-2239. Atenciosamente.

      Excluir
  46. Boa noite Doutor Mauricio , ate os 8 anos de idade andava normalmente porem com uma diferença de tamanho na perna esquerda (mancando) , logo depois parei de andar porque fui diagnosticada com mielomeningocele , tive que fazer uma cirurgia para abrir a medula para correção da mielomeningocele . Hoje tenho problemas com a escoliose , com uma curvatura aproximada de 40 graus acima , pois ainda não fiz a medição , gostaria de saber sua opinião se mesmo apos eu ja ter feito uma cirurgia para mielomeningocele , se eu posso fazer uma outra cirurgia para correção da escoliose , pois me encomoda muito e eu estou começando a sentir dores e se á possibilidades de eu voltar a andar tenho 18 anos , por favor Dr Maurício me responda

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Boa noite, as indicações para correção de escoliose neuromuscular em pacientes cadeirantes são: curvas graves com desequilíbrio do tronco para permitir a postura sentada, obliqüidade pélvica com ulcera isquiatica, impacto costo-pélvico doloroso. Para saber se sua deformidade se enquadra em algum desses critérios, sugiro que agende consulta ortopédica, tel. para marcar horário, (21) 3264-2232/ (21) 3264-2239. Atenciosamente.

      Excluir